Stream
2x10
Próximo Episódio
Chapter Twenty-three
The Blackboard Jungle
As tensões estão montadas quando o fechamento súbito de Southside High força Jughead e suas serpentes à se transferirem para Riverdale High. Veronica garante a Hiram e Hermoine que ela ainda está a bordo com seus planos para o SoDale. Archie está em conflito quando ele é convidado a reunir algumas informações sobre os negócios suspeitos dos Hiram. Betty se propõe a encontrar seu irmão perdido de muito tempo, Chic.
07.out.2017
Publicado por Matt e arquivado em

“Na segunda temporada, nós exploramos muitos tipos diferentes de interesses amorosos”.

Durante os últimos minutos do primeiro episódio de Riverdale , Kevin Keller dirige-se para o rio Sweetwater sob a luz da noite com o jogador de futebol americano, Moose Mason. Os dois haviam abandonado o baile de volta à escola de Riverdale High, e tudo o que Kevin estava esperando para fazer foi entrar em uma sessão de mergulho e, bem, ver o que aconteceria a seguir. Mas, infelizmente, para os meninos (e especialmente os seus líbidos), o filho do xerife Keller presenciou algo que enviaria ondulações através da cidade sonolenta, quando ele literalmente tropeçaria com Jason Blossom, que era, até então, nada mais do que um cadáver com um buraco de bala bem no meio da testa.

A descoberta foi o catalisador de uma série de eventos que eventualmente afetariam cada um dos amigos de Kevin. Mas, de certa forma, talvez fosse a mão do destino que guiou o filho do xerife para ser aquele que descobriu o cadáver de Jason. Afinal, foi mais do que uma coincidência que Joaquin DeSantos, o bonito Southside Serpent que se tornou namorado de Kevin na primeira temporada do show de CW, ajudou FP Jones a descartar o corpo de Jason. E enquanto FP tinha inicialmente encarregado Joaquin de se aproximar de Kevin e a turma do Scooby, seu carinho por Kevin era real – e os adeus desprezíveis que a dupla trocou quando Joaquin deixou a cidade para evitar ser reservado por um crime.

Casey Cott interpreta o encantador Kevin, que passou de um personagem recorrente para uma série regular para a segunda temporada de Riverdale. Este era um personagem que poderia ter caído muito facilmente no papel estereotipado do “melhor amigo gay” de Betty Cooper – especialmente considerando que Kevin é o líder da linha icônica, “Archie Andrews ficou gostoso!”, isso dá o tom para a sede do drama moderno. Mas Riverdale deu a Kevin a oportunidade de ser um personagem quente e matizado. Sim, a afinação cômica de Casey deu-lhe uma vantagem para entregar algumas das melhores piadas de calouro na temporada da série, mas ele também era na maioria das vezes a voz do motivo para os adolescentes com a propensão para encontrar problemas.

À frente da estréia de Riverdale em 11 de outubro, Teen Vogue alcançou Casey sobre o que a altamente esperada segunda temporada tem para Kevin. Ele falou sobre o que vamos ver da família Keller, e se um novo romance ou dois poderiam estar no futuro de Kevin. Porque quando você começa com seu primeiro namorado sendo alguém que ajuda a despejar corpos no rio Sweetwater, você deve esperar que o próximo cara seja uma captura melhor.

Teen Vogue: O que você está mais entusiasmado com a próxima temporada?

Casey Cott: A segunda temporada é uma evolução tão interessante após a primeira temporada. Todos provavelmente dissemos as palavras: “É tão emocionante, escuro e misterioso”. Isso realmente fica bastante estranho. Como Kevin se encaixa nisso, você pode ver isso de algumas maneiras. Em primeiro lugar, haverá muito drama com a forma como paramos na primeira temporada, com Fred sendo baleado e com todas as relações interpessoais – Kevin descobrindo o que está acontecendo com Betty lidando com seu pai. Nós realmente mergulhamos no relacionamento entre o xerife e Kevin na segunda temporada, o que é ótimo. Kevin se encaixa de forma interessante. Tal como a primeira temporada, ele não era realmente uma parte do mistério… até que ele fosse diretamente uma parte disso. Penso que a mesma coisa acontece na segunda temporada. Nós estamos olhando para mergulhar em Kevin e Betty, Kevin e o xerife, avançando profundamente nesses relacionamentos.

TV: Uma parte sobre a primeira temporada que realmente ressoou com a audiência é o relacionamento de Kevin com seu pai, que é o xerife em uma espécie de papel alfa masculino em Riverdale. Você pode esperar que haja alguma tensão entre os dois porque seu filho é gay. Você poderia falar um pouco com esse relacionamento pai-filho?

CC: Eu acho que na maior parte só vou dizer, você tem que assistir ao episódio três [da segunda temporada]. Esse episódio, essencialmente, fala por si mesmo. Durante o episódio quatro da primeira temporada, nós meio que entramos nisso um pouco. Mas nós realmente ficamos super espessos sobre isso no episódio três, e os escritores fizeram um trabalho tão incrível com a exploração do relacionamento e ver o quão profundo ele realmente funciona. Martin Cummins, que interpreta meu pai, é um ator tremendo e trabalhar com ele é uma alegria. Apenas falar sobre o nosso relacionamento, como atores, foi realmente, realmente fenomenal. Então eu estou realmente animado para as pessoas simplesmente ir vê-lo. Eu não quero dar muito, mas definitivamente mergulhamos profundamente nisso.

TV: O namorado de Kevin da primeira temporada, Joaquin, se envolve em alguns dos negócios sombrios que acontecem em Riverdale. Quão obscuros são os interesses de amor de Kevin na próxima temporada?

CC: Bem, quando você começa com seu primeiro interesse amoroso sendo alguém que roube o sangue e despeja corpos nos rios, é difícil ficar mais escuro ou ir além disso. Mas os interesses de amor que Kevin tem na segunda temporada são diferentes. Eu acho que o que é legal sobre o Kevin na segunda temporada é que nós exploramos muitos tipos diferentes de interesses de amor, da mesma forma que os estudantes de ensino médio fazem. Algumas são pessoas que você conhece, mas são rápidas; às vezes você encontra um relacionamento duradouro. Nós meio que mergulhamos em alguns tipos diferentes de relacionamentos na segunda temporada. Eu acho que um relacionamento maior e de longo prazo está chegando para Kevin muito em breve.

TV: Ao longo da primeira temporada, Kevin foi uma pedra para Betty. Tem havido muita provocação sobre como o relacionamento de Betty e Jughead vai ficar tenso. Como Kevin está lá para Betty na próxima temporada?

CC: Penso em Kevin e Betty em termos de [como isso afeta] Kevin, só porque eu faço [ele]. Para mim, acho que, enquanto Kevin tem sido uma pedra para Betty, ela realmente não foi a pedra para Kevin que ele precisava. É interessante explorar talvez Kevin finalmente abordando isso com Betty e se levantando um pouco na segunda temporada. Kevin não é um obstáculo por qualquer meio, mas ele é uma pedra para muitos personagens diferentes. Às vezes, acho que é importante que ele se levante. Quando se trata de Betty, há uma mudança de papel que é uma ótima maneira de Kevin finalmente deixá-la saber que ela o deixou pendurado um pouco.

TV: Qual a sua parte favorita sobre o seu personagem?

CC: Kevin é definitivamente o meu personagem favorito que já interpretei. Eu acho que também é o personagem mais longo que já interpretei porque nunca fiz um programa de TV antes. Kevin é uma alegria. Ele tenta espalhar alegria a todos ao seu redor. Eu acho que há algo tão contagioso sobre esse tipo de espírito e esse tipo de riso. Ele é só uma luz tão brilhante.

TV: Eu sei que você é um grande fã da Broadway. Existe alguma probabilidade de vermos algumas das habilidades musicais de Kevin na próxima temporada?

CC: Estou pressionando todos os dias (risos). Há rumores. Eu não posso confirmar ou negar, mas acho que você e eu ficaríamos ansiosos se eu conseguisse jogar um pouco disso na segunda temporada. Isso seria muito divertido. [Mas] com ou sem [isso], a segunda temporada é épica.

TV: Você acha que Kevin preferiria atuar com o Archie ou com os Pussycats?

CC: Eu nem sei como responder a essa pergunta. Um lado de Kevin – seu lado do espetáculo – apreciaria as Pussycats, mas penso no fundo, [ele] é um cara muito simples. Eu acho que ele preferiria atuar com o Archie. Eu acho que seria divertido ter o Archie na guitarra, com Kevin cantando ao mesmo tempo. Talvez KJ e eu também precisemos fazer isso na nossa vida real. Provavelmente devemos colocar isso lá em algum momento.

TV: Eu sei que o elenco está realmente próximo – e agora você tem Charles Melton se juntando a você como Reggie. Como foi isso? Ele nos disse que algumas vezes que ele pode ser um tanto incômodo para você no set.

CC: É tão incrível ter ele n show. Charles tem sido uma alegria. Nós nos divertimos muito. Nunca vi alguém antes ficar próximo com todos tão rapidamente. Temos uma briga contínua nas mídias sociais. Nós simplesmente nos divertimos muito. Ele é um brincalhão. Ele é um cara tão bom. Espere até vê-lo na série. Ele é realmente inacreditável. Ele é perfeito como Reggie.

TV: Se você tivesse que interpretar qualquer outro personagem, quem você escolheria e por quê?

CC: Recebo esta pergunta o tempo todo, mas nunca sei como responder. Eu amo Archie, eu amo Jughead, eu gosto do Reggie. Acho que meu personagem favorito no show é Betty. Obviamente, não consigo me imaginar interpretando esse personagem, mas se eu tivesse que escolher um personagem, eu escolheria Betty.

TV: Para muitos fanáticos, é muito importante ver personagens LGBTQ representados na televisão, e Riverdale não está se afastando da sexualidade canônica de Kevin como um personagem gay. Como foi para você experimentar a recepção dos fãs?

CC: Acho que a reação foi irresistivelmente incrível, de meus amigos, dos fãs, de outros atores da indústria. Eu acho que todos os créditos para o nosso show, no final do dia, vão completamente aos nossos escritores, aos produtores e aos diretores. Como atores, nossa forma de arte está cumprindo sua visão para o show. Roberto [Aguirre-Sacasa, o criador de Riverdale] acabou de escrever Kevin para ser uma luz tão maravilhosa, como eu disse anteriormente, é um personagem fenomenal e tridimensional. Interpretá-lo é uma alegria.

É importante, como ator, entender o que você faz, você terá reações de todos os tipos de pessoas diferentes e ficará bem com isso. Com o nosso show, a quantidade de reação positiva que obtivemos para cada personagem, e especificamente Kevin, acabou sendo surpreendente. Como eu disse, este é o meu personagem favorito que já interpretei. Eu sempre amarei tocar o personagem. É a maior alegria da minha vida agora. Eu amo isso mais do que qualquer coisa.

Confira as fotos do ensaio abaixo:

INÍCIO > ENSAIOS FOTOGRAFICOS | PHOTOSHOOTS > 2017 > TEEN VOGUE

  • Fonte: Teen Vogue
    Tradução: Equipe Casey Cott Brasil
    error: Caso queira algum dos nossos textos, envie um e-mail!